O Brasil é um dos países com maior potencial para geração de energia solar

Avalie este Artigo

A busca por novos tipos de energia limpa, renovável e sustentável cresce a cada ano e tem como objetivo oferecer formas de consumo que não agridem o meio ambiente nem agravam o efeito estufa, que tem sido um grande problema global.

Uma das formas energéticas na qual o Brasil tem grande potencial é a energia solar, uma forma de energia limpa. Com 80% dos raios solares sendo recebidos pela Terra através da absorção dos mares, nuvens e massas terrestres, podemos obter do sol 10 mil vezes a quantidade de energia que a população mundial precisa para um ano.

Conforme publicado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o território brasileiro recebe mais de 2.200 horas anuais de insolação, o que equivale a 15 trilhões de megawatts. Dessa forma, toda essa energia oferecida pelo sol pode ser aproveitada por meio de tecnologias, como painéis de células fotovoltaicas, que convertem a luz solar diretamente em energia elétrica para residências, comércios, indústrias e até mesmo para uso agrícola.

Para o investidor desse tipo de energia limpa – pessoa física ou jurídica – além de grande eficiência e economia, os painéis fotovoltaicos têm uma garantia de performance de até 25 anos de acordo com alguns fabricantes, e o retorno do investimento acontece entre 3 a 5 anos, variável de acordo com a personalização do projeto.

Para o consumidor também há a opção de conectar o painel à rede elétrica e passar a fazer a troca da energia gerada pela consumida da mesma, desta forma, como toda a energia, direta ou indiretamente, vem do sistema solar fotovoltaico, é possível economizar até 95% do valor gasto atualmente. Além disso, é possível proteger-se contra oscilações de custo da geração elétrica no país, que mantém os consumidores expostos a aumentos repentinos nas suas respectivas contas.

O dimensionamento da tecnologia para o sistema fotovoltaico é feito de acordo com o consumo anual da unidade. À medida que são acrescentadas novas células fotovoltaicas, aumenta-se a capacidade de produção, o que faz com que o planejamento seja decisivo para a escolha ideal.

Após instalados, os painéis não lançam poluentes na atmosfera, com impacto ambiental quase insignificante, trazendo o consumo de forma limpa para milhares de regiões.

Fonte: https://www.terra.com.br

Comentários Facebook