Minas inaugura 1ª usina fotovoltaica criada por escolas

Avalie este Artigo

Projeto terá seu lançamento no dia 23 de junho, em Santa Rita do Sapucaí.

A iniciativa envolve três grandes colégios mineiros: Loyola, em Belo Horizonte; Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa (ETE FMC), em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas; e Jesuítas, na cidade de Juiz de Fora, Zona da Mata. Sua inauguração, no dia 23, é aguardada após dois anos de construção. O evento contará com a presença de representantes das três escolas.

A usina foi criada com o objetivo de garantir energia, de forma sustentável, aos colégios da rede, podendo ainda o seu excedente ser destinado à Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). 

Uma das principais inspirações partiu do principal documento da RJE: o Projeto Educativo Comum (PEC). Promulgado em março de 2016, o PEC trata como uma de suas prioridades questões que envolvem a sustentabilidade ambiental do planeta. A grande missão proposta pelo Papa Francisco, na encíclica Laudato Si’, prevê a concepção de uma ecologia integral. Ou seja, a promoção de uma justiça socioambiental, através das relações dos seres humanos com o planeta Terra e seu futuro.

Minas Gerais é destaque no quesito energia solar. Além de ser palco deste projeto (o primeiro de produção no Brasil com iniciativa escolar), o estado já abriga a maior usina fotovoltaica da América Latina, localizada em Pirapora, na região Norte, Vale do São Francisco.

Fonte: https://www.odebate.com.br

Comentários Facebook